sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Pontos para se visitar em Salvador

Estou adorando fazer esse post pois moro em Salvador e gosto de varias pontos aqui na minha cidade. E como estamos no verão, muuuitos turistas vem para cá e resolvi fazer esse post mostrando lugares que vocês iriam adorar conhecer na cidade.



1. O Pelourinho, popularmente chamado de Pelô, é o nome de um bairro de Salvador, a capital do estado da Bahia, no Brasil. Se localiza no Centro Histórico da cidade na área que abrange apenas as ruas que vão do Terreiro de Jesus até o Largo do Pelourinho, o qual possui um conjunto arquitetônico colonial barroco português preservado e integrante do Patrimônio Histórico da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.




2. Uma viagem a Salvador não está completa sem uma visita ao Mercado Modelo, tradicional centro de artesanato típico da Bahia. Considerado um dos principais pontos turísticos da capital baiana, o Mercado Modelo reúne o que há de mais expressivo nas tradições locais, desde os trabalhos de arte realizados por artesãos, até a comida que é símbolo do estado.




3. O Elevador Lacerda é o primeiro elevador urbano do mundo. Em 8 de dezembro de 1873, quando foi inaugurado, era o mais alto do mundo, cerca de 63 metros de altura. Localizado na cidade de Salvador, na Bahia, cumpre a função de transporte público entre a Praça Cairu, na Cidade Baixa, e a Praça Thomé de Souza, na Cidade Alta. Hoje é um dos principais pontos turísticos e cartão postal da cidade. Do alto de suas torres, descortina-se a vista da Baía de Todos-os-Santos, do Mercado Modelo e, ao fundo, o Forte de São Marcelo.



4. A Barra é um dos bairros mais tradicionais de Salvador, capital da Bahia, localizado na extremidade da península da cidade (ao sul); pertence a Região Administrativa VI, de mesmo nome . Possui uma localização geográfica única no mundo, onde é possível ver tanto o nascer quanto o pôr-do-sol no mar, pois ocupa o vértice da península em que está a cidade. É banhada pelo Oceano Atlântico de um lado e de outro está a Baía de Todos os Santos em sua parte interna. E preserva em sua paisagem um acervo histórico e arquitetônico valioso para o Brasil, sendo o Farol da Barra seu ícone mais famoso, ao lado dos fortes de Santa Maria e São Diogo. Suas praias, principalmente o Porto da Barra, são frequentadas por diferentes públicos e classes sociais, que se desdobram em suas areias e águas.



5. A lagoa do Abaeté é uma lagoa situada na área de proteção ambiental Parque Metropolitano Lagoas e Dunas do Abaeté, no bairro de Itapuã, em Salvador, na Bahia, no Brasil. "Abaeté" originou-se do termo tupi abaîté, que significa "terror, horror". É uma referência ao fato de a lagoa ser considerada um lugar mal-assombrado. Uma canção de Dorival Caymmi dedicada à lagoa diz: "De manhã cedo, se uma lavadeira / Vai lavar roupa no Abaeté/ Vai-se benzendo porque diz que ouve / ouve a zoada do batucajé".
("Batucajé" é uma dança profana ao som de tambores)



6. A Igreja de Nosso Senhor do Bonfim é um templo católico localizado na Sagrada Colina, na península de Itapagipe, em Salvador, Brasil. É lá que são distribuídas as famosas fitinhas do Bonfim. Para o povo baiano, a Igreja do Bonfim é o maior centro da fé católica, e ainda daquelas que, pelo sincretismo, têm no local o ponto máximo da religião.


As imagens de Nosso Senhor do Bonfim e de Nossa Senhora da Guia vieram de Portugal para a Bahia, através do capitão da marinha portuguesa Theodozio Rodrigues de Faria, chegando no dia 18 de abril de 1745, num domingo de Páscoa e ficando abrigadas na Igreja da Penha, edificada na ponta da península itapagipana, até 1754.




7. Charme e beleza deslumbrantes. É isso que o visitante encontra na Ponta de Humaitá. Uma pequena península sobre a Baía de Todos os Santos onde foram construídos no final do século XVI a Igreja e o Mosteiro de Nossa Senhora do Monte Serrat. Estendendo-se longitudinalmente à Fortaleza de Monte Serrat, essa península, também conhecida como Ponta de Monte Serrat, foi em outrora lugar estratégico para a observação da Baía e defesa da cidade de Salvador. Além da igreja e do mosteiro a Ponta de Humaitá abriga um charmoso farol e um pier, recentemente reformado para dar ao visitante conforto para a observação da paisagem.  Seja do pier, seja do farol ou das imediações da igreja, em qualquer ângulo é possível assistir a um pôr de sol inesquecível. Com certeza, uma das mais belas paisagens de nossa cidade.




8. O Forte de Nossa Senhora de Monte Serrat pertencia ao Exército e, hoje, é visto por muitos como a mais bela construção militar do período colonial brasileiro. Começou a ser construído em 1583, numa posição estratégica no alto da ponta mais avançada da península e com vistas sobre o porto da cidade. 
Concluído em 1742, permanece como uma casa de comando flanqueada às muralhas de bastiões redondos, contando com nove canhões. Sua história viu a resistência aos holandeses e a morte do comandante, em 1624, por militares brasileiros durante visita do governador Van Dorth ao forte. Desde 1993, abriga o Museu da Armaria, com armamentos civis e militares, leves e médios, alguns utilizados pelo Exército no passado.
De lá, a vista da entrada da Baía de Todos os Santos é privilegiada, vendo-se de um lado Salvador e do outro, a Ilha de Itaparica.



9. A praia da Ribeira, também conhecida com praia da Penha, é uma praia da cidade de Salvador. Localizada na Cidade Baixa, banhada pela Baía de Todos os Santos e distante treze quilômetros ao sul do centro da cidade, proporciona uma bela vista de suas ilhas e casarões antigos, um cenário bucólico e cheio da poesia de outrora.
A praia da Ribeira é considerada um dos locais mais charmosos e boêmios de Salvador. Nesta praia centenas de embarcaçõesmostram a preferência dos velejadores pelo local. As facilidades portuárias da Ribeira levaram o lugar a ser ocupado inicialmente por aldeias de pescadores, que contavam com a tranquilidade das águas para o abrigo das embarcações. Primitivamente a Ribeira, expressão portuguesa que quer dizer ancoradouro para reparação de naus, era uma colônia de pescadores e lugar de veraneio. De primeira aldeia de pescadores, a região transformou-se num disputado lugar de veraneio no início do século XX.



10. Ponto de encontro de amigos, o Mercado do Peixe é um dos locais preferidos dos baianos para encerrar a noite de farra. Os mais de 30 boxes do mercado servem cerveja bem gelada e tira-gostos, além de pratos típicos como moquecas, feijoada, maniçoba, sarapatel, mariscada e dobradinha, dentre outros. O mercado é localizado num dos bairros mais boêmios de Salvador, o Rio Vermelho.



Fiz esse post com muito carinho, espero que vocês venham me visitar aqui em Salvador e espero que gostem dos lugares que recomendei. Beijos ♥

Continue me acompanhando
Facebook  Instagram  Youtube  Twitter
SNAPCHAT: mannucortes

4 comentários:

  1. tenho muita vontade de conhecer. adorei as dicas.
    beijos
    www.batomesaltoalto.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que lugar lindo! Quero conhecer ♥ Beijoo flor
    www.looksecuriosidades.com

    ResponderExcluir