terça-feira, 7 de junho de 2016

#ProteçãoPrimeiro: Principais métodos contraceptivos de longa duração

Implante subcutâneo: É um microbastão de hormônio sintético similar à progesterona, que deve ser implantado no antebraço com anestesia local através de uma microcirurgia, agindo na inibição da ovulação e impedindo a gravidez. Pode durar até 3 anos.
  • Vantagens do implante subcutâneo é ser um método de longo prazo, que garante proteção por até três anos. Além disso, por ser um método apenas com progesterona, tem um menor risco de causar trombose. Outro benefício é que, passada a fase de adaptação, a mulher para de menstruar ou tem um fluxo bem reduzido, com melhoras na tensão pré-menstrual e nas cólicas.
  • Desvantagem apontada pela médica a ginecologista Bárbara Murayama, coordenadora da Clínica da Mulher do Hospital 9 de Julho é a irregularidade menstrual que pode acometer algumas mulheres que usam o implante subcutâneo. "A mulher que coloca o implante precisa ser muito bem informada por sua ginecologista que pode haver sangramento irregular. Não há um número certo de dias, mas, se perceber que está sangrando muito além do habitual durante o período menstrual, deve procurar sua médica para avaliação", diz.
  • Efeitos colaterais, alerta para possíveis irregularidades menstruais, com sangramentos fora do ciclo. Em alguns casos, essa irregularidade na menstruação pode ser intensa, gerando um aumento do fluxo sanguíneo que, muitas vezes, é confundido com uma hemorragia.

DIU de cobre: Pequena peça de plástico inserida no útero da mulher, que tem efeito espermicida, destruindo os espermatozoides e, por meio da ação dos fios de cobre, impedindo que eles cheguem a ser fecundados. Dependendo do modelo, pode durar de 3 a 10 anos.

Os efeitos colaterais do DIU podem ser:
  • Dores ou contrações uterinas, mais frequentes nas mulheres que nunca tiveram filhos;
  • Pequena hemorragia logo após a colocação do DIU;
  • Desmaio;
  • Corrimento vaginal.
O DIU de cobre também pode provocar o aparecimento de menstruações mais longas, com maior hemorragia e mais dolorosas, apenas em algumas mulheres, principalmente nos primeiros meses após a inserção do DIU.

As vantagens do DIU incluem:
  • É um método prático e de longa duração;
  • Depois de colocado, não depende da mulher;
  • Evita ter que tomar a pílula todos os dias;
  • Não interfere no contato íntimo;
  • A fertilidade retorna ao normal depois de retirar o DIU.
Além destas vantagens, o DIU de cobre, como não é um método hormonal, não tem efeitos colaterais no resto do corpo, como alterações de humor, peso e diminuição da libido e pode ser utilizado em qualquer idade, não interferindo com a amamentação.
As desvantagens do DIU podem incluir:
  • Aparecimento de anemia devido às menstruações mais longas e abundantes que o DIU de cobre provoca;
  • Risco de infeção do útero;
  • Se ocorrer uma infecção por transmissão sexual, maior probabilidade dela evoluir para uma doença mais grave, a doença inflamatória pélvica.
Raramente o DIU pode sair sem que a mulher perceba, mas nos primeiros 3 meses a probabilidade de isso acontecer é maior.
O risco de aborto espontâneo é de aproximadamente 55% para as mulheres que engravidam apesar do dispositivo intra-uterino ser corretamente colocado e a probabilidade de uma gravidez ectópica é de 3 a 9%.
SIU hormonal: Similar ao DIU em seu formato, mas é feito de material plástico e possui um dispositivo que contém 52 mg do hormônio sintético levonorgestrel, liberado em pequenas doses ao longo de cinco anos diretamente na região uterina. Além da alta eficácia, existe a vantagem da praticidade posológica e a menstruação tende a diminuir muito, podendo até desaparecer.

  • Desvantagens: irregularidade na menstruação ou amenorreia.
  • Vantagens na menstruação: mais leves ou sem menstruação (amenorréia)
  • Benefícios: não há necessidade de se fazer alguma ação diária para a contracepção ter efeito
  • Riscos: cistos ovarianos (usualmente benignos), pequeno risco de doença inflamatória pélvica, perfuração uterina.

Continue me acompanhando
Facebook  Instagram  Youtube  Twitter
SNAPCHAT: mannucortes

Nenhum comentário:

Postar um comentário