quinta-feira, 4 de agosto de 2016

[RESENHA] November 9 (Collen hoover)




 Ano: 2015
 Páginas: 340
 Idioma original: inglês (já tem português  também)
 Editora: Atria Books



Sinopse: Fallon conhece Ben, um aspirante escritor, um dia antes de sua já agendada mudança para outra cidade. A prematura atração entre eles leva Fallon a passar o seu último dia em LA com ele, e sua vida cheia de acontecimentos torna-se a inspiração criativa que Ben sempre esteve procurado para o seu romance. Ao longo do tempo e em meio a várias outras relações e tribulações de suas próprias vidas separadas, eles continuam a se encontrar na mesma data todos os anos. Até que um dia Fallon começa a ficar em dúvida se Ben tem lhe dito a verdade ou se está fabricando uma realidade perfeita apenas para dar a história uma reviravolta no final. Pode o relacionamento de Ben com Fallon- e, simultaneamente, o seu livro – ser considerado uma história de amor, mesmo se terminar com corações partidos?

O livro tem 296 páginas (edição em português)  e com uma narrativa consistente e alternada entre o ponto de vista de fallon e Ben. Apesar do tema não ser nada muito inovador e já ter sido apresentado em outros livros, confesso que fiquei bastante receiosa por conta disso, porém como sempre, a autora tem um desempenho incrível e a trama discorre de uma maneira fluida e leve, do tipo de livro que não cansa nem deixa entediado.

Um dos pontos marcantes do livro é o amadurecimento dos personagens ao logo dos anos. Quando descobri a premissa do livro pensei que poderia ser algo superficial por existir a possibilidade de não focar no crescimento dos personagens em si, mas no amor deles e os fatos que os rodeiam, mas ao longo dos anos a gente acompanha a narrativa e percebe como ela vai se modificando sutilmente, como se fossem novos personagens melhorados. 

 Ben é o tipo de cara que faz com que você se sinta especial e linda, ele consegue transformar uma das maiores fraquezas de Fallon em uma grande vitoria e satisfação de vida, ele é divertido e apaixonado pela vida e pela escrita e uma relação familiar maravilhosa, ainda mais quando conhecemos o passado dele. 

 Fallon é destemida e complexada, cheia de duvidas sobre tudo e principalmente sobre a sua aparecia, sei que pode parecer clichê, mas a construção por trás disso é incrivelmente realista, poderia realmente acontecer com qualquer um, e quando nos colocamos no lugar dela faz sentido ela se sentir daquela maneira. 

O amor deles é lindo e genuíno, tudo acontece devagar e vai sendo construído com paciência e afeto. O clímax não poderia ser melhor, com reviravoltas e emoções. 

Realmente espero que vocês leiam e se encantem com os personagens e também pela collen, beijinhos. 

 (4/5)

Nenhum comentário:

Postar um comentário