sexta-feira, 16 de setembro de 2016

[RESENHA] Easy (Tammara Webber)

Ano: 2013 
Páginas: 308
Idioma: Português
Editora: Verus

Sinopse: Quando Jacqueline segue o namorado de longa data para a faculdade que ele escolheu, a última coisa que ela espera é levar um fora no segundo ano. Depois de duas semanas em estado de choque, ela acorda para sua nova realidade: ela está solteira, frequentando uma universidade que nunca quis, ignorada por seu antigo círculo de amigos e, pela primeira vez na vida, quase repetindo em uma matéria. Ao sair de uma festa sozinha, Jacqueline é atacada por um colega de seu ex. Salva por um cara lindo e misterioso que parece estar no lugar certo na hora certa, ela só quer esquecer aquela noite — mas Lucas, o cara que a ajudou, agora parece estar em todos os lugares. A atração entre eles é intensa. No entanto, os segredos que Lucas esconde ameaçam separá-los. Mas eles vão ter de descobrir que somente juntos podem lutar contra a dor e a culpa, enfrentar a verdade — e encontrar o poder inesperado do amor.


Atualmente, os livros new adult tem tomado um espaço muito grande nas estantes de diversas livrarias, isso por causa da demanda de leitores que estão cada vez mais apaixonados por esse gênero. O período de destaque é entre a saída do ensino médio até o final do ensino superior, ou seja, os protagonistas normalmente tem de 17 até os 25 anos, e como essa é a fase do descobrimento, sobre conhecer a sua própria identidade, se encontrar, geralmente os livros desse gênero tem um peso dramático maior, repleto de situações cotidianas completamente plausíveis, coisas que poderiam acontecer com qualquer um de nós, e que carrega uma mensagem significativa. 

Com esse livro não poderia ser diferente. Temos uma trama baseada na vida de Jaqueline, que antes do seu namorado romper a relação, ela não sabia como era viver intensamente, sempre com as mesmas conversas chatas, com seus amigos que não eram seus amigos, e sim do seu namorado. Inconscientemente ela sentia necessidade de um novo método de vida, que estimulasse ela, que a ajudasse a ser aberta para novas ideias. Quando Lucas entra na sua vida, ela percebe a oportunidade de sair da sua rotina e experimentar algo novo pela primeira vez na vida. 

 O romance do casal, apesar de ser muito bom, e eles terem uma química maravilhosa e ter um tempo adequado pra que o amor não fosse repentino (eca), não foi o ponto mais forte do livro, o ponto mais forte pra mim foi a tentativa de estupro e como ela é abordada. Acontece de uma forma aterrorizante, o local era seguro, as pessoas que frequentavam a festa eram pessoas de ''bem'' sem nenhum motivo pra cometer o ato, e o violentador participava da rodinha de amigos da vitima. Não existia nenhuma justificativa (nunca existe) e a autora deixa isso muito claro quando ela diz que o estupro não tem ligação com o desejo sexual, tem ligação com a necessidade de sobrepujar a vitima, sobre domínio. E a forma como Jaqueline juntamente com Lucas, lidam com isso é sensacional, ensina em relação a confiar, desconstruir preceitos e preconceitos e muito mais.
Espero que gostem (apesar da capa).

4/5






Nenhum comentário:

Postar um comentário