quarta-feira, 14 de setembro de 2016

[RESENHA] Três Coisas Sobre Você (Julie Buxbaum)



Ano: 2016 

Páginas: 288
Idioma: português
Editora: Arqueiro


Sinopse: Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

Esse é daqueles livros divertidos e tão bem escritos que você termina em uma noite. Um dos principais pontos positivos desse livro é que autora te faz ser intima dos personagens, como se você a melhor amiga conhecedora de toda a vida deles. Me peguei varias vezes opinando sobre certas situações e de como eles deveriam lidar com elas. 

Jessie se sente sozinha por estar longe da sua melhor amiga Scarlett, e o motivo principal desse afastamento é que após a morte prematura da sua mãe, seu pai se apaixonou novamente por uma mulher da califórnia, e Jessie terá que se mudar pra casa dessa mulher rica desconhecida e do seu filho insuportável.

Ao chegar no primeiro dia de aula, Jessie não se sente bem recepcionada pelos novos colegas. Além de precisar estudar em um colégio particular extremamente caro , o padrão dos seus colegas são diferente do dela (o mesmo clichê de sempre). O seu único momento de paz é quando ela troca emails com um pessoa que se autodenomina ''Alguém ninguém''. Pode ser qualquer pessoa do seu novo colégio, pode ser alguém que quer realmente ser amigo dela ou que quer conseguir informações pessoais pra arruinar ainda mais a vida dela. 

O mistério sobre a identidade de ''Alguém ninguém'' é emocionante, com o tempo temos mais confiança no dono(a) dos emails, e juntamente com jessie, caímos de amores e expectativas para a próxima conversa dos dois.

Confesso que fiquei surpresa quando a identidade dele(a) foi revelado, de inicio pensei que fosse uma pessoa, mas com o passar do tempo a personalidade dela foi ficando frívola e fútil o suficiente pra decepcionar tanto a nós quando a Jessie (não é ele, relaxem). 
Quando eles(as) finalmente se encontram é exatamente do jeito que imaginei, só que muito melhor.

A construção do enredo é sensacional, tudo que o que acontece são coisas plausíveis o suficiente pra acontecer com qualquer um de nós. Ela nos leva a fazer questionamentos profundos sobre a vida, e principalmente sobre amizade, um dos pontos que a autora mais prioriza é a necessariedade de amizades nas quais o ser humano precisa pra conseguir sobreviver nesse mundo solitário.

Alguns clichês me incomodaram, mas nada que a totalidade do livro não se sobreponha. 

4,5/5








Nenhum comentário:

Postar um comentário